quinta-feira, 8 de julho de 2010

pequenas forcas

"- Desculpe. Olhe eu aqui falando. Sei que o senhor provavelmente está cansado de ser reconhecido... mas a culpa é toda sua. - Com ar brincalhão, ela indicou as roupas que ele usava. - O seu uniforme o entregou.

Meu uniforme? Langdon baixou os olhos para examinar as próprias roupas. Estava usando seu suéter grafite de gola rulê, um paletó de tweed Harris, uma calça cáqui e sapatos fechados de couro de cabra... seu traje padrão para aulas, palestras, sessões de fotos e eventos sociais.

A mulher riu.

- Essas golas rulês que o senhor usa são muito fora de moda. O senhor ficaria bem melhor de gravata!

De jeito nenhum, pensou Langdon. Pequenas forcas.

Quando Langdon estudava na Academia Phillips Exeter, o uso da gravata era obrigatório seis dias por semana e, apesar da visão romântica do diretor, segundo a qual a origem da gravata remontava à fascalia de seda usada pelos oradores romanos para aquecer as cordas vocais, Langdon sabia que, do ponto de vista etimológico, gravata na verdade vinha de um banho de cruéis mercenários croatas que amarravam lenços em volta do pescoço antes de partir para a batalha. Até hoje, esse antigo traje de combate é usado por guerreiros corporativos modernos, que esperam intimidar os inimigos nas batalhas diárias das salas de reunião.

- Obrigado pelo conselho. - disse Langdon com uma risadinha. - Daqui pra frente, vou pensar em usar gravata."

{O símbolo perdido, Dan Brown}

2 comentários:

Maria disse...

Jéssie! Adorei e fiquei com vontade de ler este livro! Valeu, beijos,

Jessy_Moraes disse...

Ah! O Robert Langdon (personagem do Dan Brown) é uma onda, um professor muito viajado... gosto muito dele. E a leitura desse livro é bem gostosa, emocionante!! =D

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails